sexta-feira, 28 de maio de 2021

DICA DO DIA - Insegurança do personagem


Como vão todos? Hoje decidi fazer algo bem rápido, inspirado em algo que eu vi no youtube, um vídeo sobre a Capitã Marvel, questionando se ela era confiante ou arrogante, e o que torna um personagem empático.

A primeira vista enquanto via o vídeo, eu me senti meio ofendida, exatamente como eu sempre me sinto quando alguém critica algo sem motivos ou embasamento em algo concreto. Depois, me peguei pensativa, pois o vídeo tentava se manter neutro quanto a questão. A principal linha do raciocínio do vídeo era que a Capitã Marvel era um ser sem limitações, super-poderosa, a mais poderosa de todo o universo, e sendo assim, não haveria desafio que estivesse a altura dela, a transformando em um personagem desinteressante.

E nisso, eu fique me perguntando: Será que esse é o real problema do personagem? Hulk sempre foi super poderoso e eu sempre amei o personagem. Então, outro questionamento levantado no vídeo finalmente me fez vez o motivo de tanto ódio pelo personagem e a falta de empatia por ela. Quer dizer, tirando o fato que uma mulher super-poderosa possa afetar o ego de algumas pessoas, o que faltava na personagem era a simples insegurança ou incerteza básica que todos nós temos e que faz com que nós possamos nos sentir mais próximos dos personagens, assim os aceitando mais facilmente.

Entretanto, quando eu digo insegurança, me refiro ao medo de perder algo ou o medo de não ser capaz de alcançar o objetivo no fim da jornada.  Por exemplo, com o Tony Stark é o medo de não saber se ele vai escapar com vida ou se vai ser capaz de salvar aqueles que ama, com o Hulk é ter medo de ferir mais pessoas. Até a viúva negra, que teve menos destaque do que deveria, tem seus próprios medos; o medo de decepcionar, o medo de escolher o lado errado do governo ou o medo de não poder salvar seus amigos.

Infelizmente, consigo concluir que a Capitã Marvel ainda não chegou lá, e para quem viu o último filme, percebe que a única ligação dela com o planeta terra é Nick Furry, o que eu espero seja o começo do desenvolvimento do personagem, através dessa insegurança que todos os personagens bem desenvolvidos carregam.

Então, vocês me perguntam: Qual foi a razão desse post? É simples, é mostrar que não importa se o personagem é o mais heroico de todos, se ele não tiver inseguranças ou incertezas ele nunca vai ser querido pelo público. O que também serve para tornar um vilão mais agradável, ele pode ter feito as coisas mais horríveis possíveis, mas se você der uma consciência para ele ou até uma qualidade digna de um herói, a forma que seus leitores de o ver pode mudar drasticamente. Afinal, só porque um personagem comete ações duvidosas, não quer dizer que ele seja o vilão da história. A única diferença entre o vilão e o herói é o ponto de vista.

Fonte do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=ljeGovsXR1g

0 Comments:

Postar um comentário