segunda-feira, 17 de maio de 2021

DICA DO DIA - Como se motivar a escrever


Bom dia a todos! Hoje decidi fazer algo diferente, um amigo no Facebook me pediu dicas de como motivar as pessoas a escrever. Não sei se era o que ele queria dizer e mesmo que eu saiba que há vários posts como esse pelos cantos da web, tentei sair do comum e trazer aspectos da escrita e do escrever que eu acho importante.

1 - Defina seus objetivos e metas.

Para mim é o aspecto mais importante. Verifique o que é necessário e o que você precisa para alcançar suas metas. Uma boa dica é começar por metas pequena e possíveis de cumprir; por exemplo, um capítulo por semana ou 500 palavras por dia. Esse é o jeito mais fácil de criar uma rotina. Também é importante saber sobre o que você quer escrever e até onde você quer chegar. E principalmente, Você deve medir o que você terá que fazer para alcançar seu objetivo e se vai valer a pena correr atrás do que você precisa.

 2 - Defina um calendário.

Definir um cronograma de escrita é tão importante quanto definir o que escrever, toda organização que você puder encontrar vai te ajudar a alcançar sua meta e te manter focado. Quando eu falo sobre um calendário, não estou brincando. Eu só consegui manter um blog quando eu coloquei a bunda na cadeira e tomei a responsabilidade de cumprir o que eu prometi, seja para meus leitores e ou seja para mim mesma. Não tem segredo nenhum, você tem que se propor a fazer alguma coisa e executar o planejado, mesmo que você não esteja inspirado ou mesmo que seu humor não esteja bom. Inspiração é para aqueles que gostam de se enganar e arranjar desculpas para não cumprir com suas responsabilidades. Então, você é um escritor ou é aquele que se deixa abater pela inspiração?

3 - Verifique se você gosta do que está fazendo.

Às vezes, o que as pessoas chamam de bloqueio, é a simples desmotivação literária. Elas, por algum motivo, perdem o interesse pelo que estavam escrevendo, e para se sentir melhores, culpam um ser invisível chamado “inspiração”. Isso sempre acontece comigo, geralmente quando estou no meio da escrita de um enredo. É bem simples, eu gosto de imaginar e criar tramas e subtramas, mas quando chega no momento de escrever é como se eu já estivesse no fim da história; eu me entedio fácil, porque eu já sei o que vai acontecer, detalhe por detalhe. O que eu faço nesses momentos? É a hora de definir meus objetivos e calendário e simplesmente escrever mesmo que eu não queira ou não tendo inspiração, porque é assim que acontece, a inspiração só é útil na hora de planejar a história, porque na hora de escrever são outras técnicas e aspectos que deverão ser usados.  Meu conselho é: procure maneiras de deixar a escrita mais divertida, se permita ousar e sair do planejamento, nem que seja para depois refazer. Você tem que analisar se o problema é como você está fazendo ou o que você está fazendo. Faça a seguinte pergunta: O que você gostaria de estar fazendo? Quando você quer alcançar sua meta? Você tem prazer no que você está fazendo? O que você está fazendo vale seu tempo?

4 - Ache sua motivação.

Porque você escreve? Isso te faz feliz? O que a escrita te traz de bom? O que suas emoções dizem sobre isso? Seus instintos? Eles dizem que você deve continuar? Para mim, escrita é uma terapia. Eu coloco tudo, o de bom e o de ruim que não tenho coragem de compartilhar com ninguém e de nenhuma outra forma que não seja pela escrita. No fim de cada sessão de escrita me sinto exausta e leve, como se eu tivesse tirado um peso dos meus ombros. Você sabe porque você escreve? Encontrar esse motivo pode te fazer encontrar sua motivação.

5 - Cuide de você mesmo.

Coma bem, durma o suficiente e faça exercícios. Isso vai te fazer bem. Tenha uma rotina, procure escrever no mesmo horário, pois assim você sempre vai querer escrever naquele momento. A rotina é imprescindível para o equilíbrio da nossa vida, e você só poderá se concentrar na escrita quando você estiver bem com você mesmo, feliz e bem preparado para as várias horas em frente ao computador. Organização e equilíbrio, mental quanto físico, são as palavras-chave para uma mente criativa.

6 - Escute o que os outros têm a dizer sobre você e sua escrita.

Analise o que serve para você e guarde o resto para quando você estiver pronto para ouvir. Eu já passei por isso e você também vai passar, às vezes passar por julgamentos pode ser difícil, mas se você escutar verdadeiramente, isso vai te ajudar a evoluir mais rapidamente.

7 - Encoraje outras pessoas.

Você se lembra como você começou a escrever? Eu ainda me lembro. Foi por uma fanfic do Naruto incrivelmente mal escrita no SpiritFanfiction. Até eu tinha noção da falta de qualidade, mas em meu íntimo, achei que era algo interessante e corajoso de se fazer. Imagina como seria criticar e escrever algo com o seu próprio ponto de vista sobre tal assunto e ainda achar pessoas para discutir junto? Eu estava no paraíso. Tudo bem que eu demorei dois anos para tentar escrever algo parecido, mas que foi uma viagem doida e divertida, foi. O que eu quero frisar aqui é: escrever fanfictions é se abrir para novas possibilidades, elas sendo boas ou não, e compartilhar seus pensamentos e gostos com o mundo, se conectar a pessoas que gostam das mesmas coisas com você. Temos que estar dispostos a receber críticas e elogios, e principalmente, dividir com as pessoas aquilo que você aprendeu durante essa aventura. Eu sinto que o meu papel nessa vida é compartilhar informação e se for possível, gerar discussão e disseminar conhecimento, sendo o mais educadamente possível. É o que eu tento fazer com todas as pessoas que me pedem ajuda, porque corrigir um texto e dizer o que ela tem que mudar é fácil, mas fazer as pessoas entenderem seus erros e se tornarem autocríticas do próprio trabalho é outra.

8 - Não deixe o fracasso vencer.

Descubra o que te faz infeliz e mude. Eu realmente acho que é de importância suprema fazer uma análise de você mesmo. Porque você não consegue continuar? O que falta na sua história? Porque isso está acontecendo? Se você está infeliz, pare e analise o que precisa ser mudado e se concentre nisso.

9 - Ache seu propósito.

Porque você escreve? O que você quer compartilhar com o que você escreve? O que você quer passar para as pessoas. O que você faz de melhor? Escritor? Conselheiro? Professor? Revisor? Faça o que você faz de melhor, porque isso te faz feliz e consequentemente isso irá te trazer sucesso.

10 - Escute o que sua história está querendo te contar.

Se você acha que sua história está faltando tal coisa, você tem que achar o que é. Deixe que seus personagens ajam sem pensar muito e deixe que eles tenham as experiências que eles precisam. As cenas certas aparecerão se você tiver paciência.

11 - Comemore.

Tenha orgulho do que você alcançou, sendo muito ou sendo pouco, você é um vencedor. Continue trilhando seu caminho.

12 - Não deixe sua mente te enganar.

Não duvide do que você escreve. O que você escreve tem importância e sempre vai ter alguém quer vai querer escutar o que você tem a dizer. Sempre. Mesmo que a resposta não venha imediatamente. Continue tentando.

13 - Não se compare a outras pessoas.

Elas têm diferentes experiências e diferente conhecimento que você, então, esperar ser igual a elas é irreal e perigoso. Com a prática e esforço, você alcançará sua própria grandeza. Você é capaz.

14 - Escreva sobre o que é importante para você.

Escreva sobre assuntos que te interessam, sobre coisas que você não ainda não viu, mas tem curiosidade de escrever. Apenas escreva sobre o que você quiser, sendo clichê ou não.

15 - Estude.

E quando você achar que já sabe tudo, continue estudando. Leia livros sobre revisão, reescrita, a jornada do herói, como estruturar enredos, tramas e subtramas, construção de orações, regência, concordância e tudo mais o que você conseguir colocar as mãos. Tenha a consciência que sua história não está perfeita na primeira tentativa, que haverá várias versões, a cada uma melhorando um aspecto do texto até a exaustão. E quando você achar que a história está pronta, é quando você deve voltar a analisá-la e continuar escrevendo. Sempre.

16 - Leia.

Leia muito. Sua escrita vai ser tão boa quanto sua leitura. Quanto mais você lê, mais conhecimento você tem sobre literatura, gramática, estrutura narrativa, arcos dramáticos e todos os aspectos que envolvem a escrita. Leia sobre seus campos de interesse e também ouse, leia sobre o que você nunca pensou que leria. E o mais importante de tudo, não desista.

0 Comments:

Postar um comentário